Notícias

Centro de Hemodiálise do Hospital Regional Público do Marajó é entregue pelo Governo do Pará

Depois de 11 anos de espera, a população de sete municípios do arquipélago do Marajó finalmente recebeu o Centro de Hemodiálise do Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves. O governador Helder Barbalho participou da entrega nesta sexta-feira (09), de dez máquinas de terapia renal substitutiva, uma resposta a uma demanda sensível que estava prevista desde o projeto inicial da unidade.

Helder destacou a importância de levar mais serviços especializados para uma região tão necessitada de atenção em saúde.  “Sinto-me realizado de poder, junto com a prefeitura, parlamentares e a população, de garantir que um serviço tão essencial para a vida das pessoas, daqueles que necessitam do tratamento de hemodiálise e que acabavam tendo a necessidade de se deslocar para Belém, Macapá ou até mesmo perder a vida pela falta de oportunidade de ter esses serviços que, de agora em diante, o Marajó passa a ter um centro de referência em hemodiálise para o tratamento humanizado com qualidade e certamente estes serviços somados a toda estrutura do Hospital Regional, nós estamos garantindo assistência em saúde e atenção para as pessoas”, afirmou o governador.

A entrega ocorreu com a presença de uma comitiva formada pelos secretários de Estado de Saúde Pública (Sespa), Rômulo Rodovalho, e Regional do Marajó, Jaime Barbosa; o prefeito de Breves, Xarão Leão; a deputada federal Elcione; e estaduais Jaques Neves, Chicão, Luth Rebelo, Wanderlan Quaresma, além do presidente da Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará (CPH), Abraão Benassuly Foto: Jader Paes / Agência Pará

Para viabilizar a entrega, Helder esteve na cidade no mês de novembro para assinar o contrato aditivo de R$ 890 mil para a conclusão da estruturação. Distribuído em uma área de 200m2, com sete máquinas para hemodiálise ambulatorial e duas para tratamento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além de uma de segurança, a unidade passa a oferecer a capacidade de atendimento de até 21 pacientes fixos, em três turnos. Além dos equipamentos, o serviço conta com equipe multiprofissional composta por médicos nefrologistas e cirurgiões vasculares, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistente social, nutricionista, fisioterapeuta e psicóloga.

Foto: Jader Paes / Agência Pará

Titular da Sespa, Rômulo Rodovalho, destacou que o serviço vem agregar ao perfil de atendimento de média e alta complexidade ofertado no Hospital Regional. “Isso é um sonho, há mais de 11 anos a população dos municípios conclamava pela necessidade da instalação desses equipamentos que podem ajudar a salvar vidas. Agora os pacientes não mais vão necessitar ir até Belém para realizar a sua hemodiálise, essa dificuldade será superada com todos os cuidados com esse centro de especialidade. Isso é uma estratégia do Governo de descentralizar o serviço mais especializado de forma a atender toda a população nas regiões do Estado do Pará”, explicou o secretário de Saúde.

Xarão Leão, prefeito de Breves / Foto: Jader Paes / Agência Pará

O prefeito Xarão Leão enfatizou o comprometimento para atender o anseio da população. “Pudemos contar com o compromisso do governador Helder que não mediu esforços e fazendo com que a política da saúde venha acontecer. Isso é um clamor de toda a população e hoje temos a satisfação de entregar esse serviço para Breves e para o Marajó”, comemorou o prefeito.

Diretor executivo do HRPM, Cristiam Tassi destacou que a oferta do serviço vai muito além da questão da proximidade. “A hemodiálise tem a característica de o paciente precisa ficar 4 horas dialisando nas máquinas para fazer o que se chama popularmente de filtragem do sangue, a cada dois dias. Ter a facilidade de fazer a terapia renal substitutiva em Breves oferece ao paciente o tempo para ficar com sua família, seu núcleo de amigos, mas temos relatos de pessoas que querem voltar a trabalhar, pois a hemodiálise pode ser feita à noite”, explicou o gestor.

Cristiam Tassi, diretor executivo do Hospital Regional de Breves / Foto: Jader Paes / Agência Pará

Novo tomógrafo – Durante a visita ao hospital, Helder garantiu a compra de um novo tomógrafo para a unidade, com um investimento de cerca de R$ 1,2 milhões. O equipamento adquirido ainda da inauguração do Regional já está defasado e apresentando defeito. Com a aquisição, o Governo do Estado viabiliza mais tecnologia e investimento em saúde no Marajó.

Foto: Jader Paes / Agência Pará

Atendimento especializado – Na agenda, o governador esteve com a família do menino Francisquinho, que ficou conhecido pela campanha pelo tratamento a uma síndrome rara, a Lipofuscinose Ceróide Neuronal tipo 2 (CLN2). A família, moradora de Breves, poderá contar com terapias presenciais no Hospital Regional, a partir de parceria com Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR).

Fonte: Dayane Baía (SECOM) / Agência Pará

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo